Desafio 3.jpg
Local:  Miradouro São Pedro de Alcântara, Lisboa
Máquina Fotográfica: Canon 100D
Lente: Canon EF-S 18-135mm f/3.5-5.6 IS STM
Abertura: f/3.5
Velocidade: 1/60
ISO: 100

Geometria – entre o fascínio e o desconhecido

Disciplina de salas de aulas, mote para designers, ordem natural das coisas, padrões de tecidos e papel de parede, material aplicado em arquitectura e a junção de tudo isto é o que nos rodeia com uma uma ordem natural e fundamento matemático.

Mãos à obra

O desafio tem por base a palavra “Geometrias”, sem que outra clausula seja imposta. Como tal mais liberdade fica para a interpretação, e esta foi a minha ao meu próprio desafio:

  • Estratégia: Vaguear pelas ruas de Lisboa, e encontrar uma simbiose entre o design da minha saia e a calçada portuguesa
  • Objecto fotográfico: Calçada portuguesa
  • Tipo de composição: Regra de espiral (ou tentativa desta abordagem)
  • Material: Máquina fotográfica com lente teleobjectiva média + filtro UV

Notas de algibeira

Alternativas? Eu escolhi o chão como meu objecto fotográfico para esta temática, mas são imensas as possibilidades. Basta passar para as paredes e dar de caras com os nossos magníficos e cada vez mais raros azulejos. Mas há edifícios, detalhes em casas, caixas de correio antigas, etc

Cores ou Preto&Branco? Depende! Eu optei pelo segundo, pois queria dar ênfase na forma e não no preenchimento. Se fossem azulejos provavelmente escolheria cores, mas dar forma e preenchimento. Seria mais desafiante é verdade, mas desta vez fiquei activada com o chão.

Qual lente? Eu levei uma lente teleobjectiva média, mas se o meu objectivo fossem os azulejos (algo mais detalhado) teria levado a lente 50mm que me permite estar mais perto com uma abertura maior e por conseguinte melhor definição.

Não te apetece sair de casa? Não há problema. Geometrias não devem faltar entre uns quantos m2.

Gabriela