Desafio 2
Local:  São Miguel, Açores
Máquina Fotográfica: Canon 100D
Lente: Canon EF-S 18-135mm f/3.5-5.6 IS STM
Abertura: f/5.6
Velocidade: 1/250
ISO: 100

A paz no meio de águas turbulentas

Nada mais entusiasmante e assustador que afastarmos-nos de terra firm num grande barco tendo como rumo o horizonte marítimo livre e desempedido. Esta foi uma aventura em busca das baleias, após umas boas horas e pseudo desistência lá vi um cauda. Foi o suficiente para imaginar a grandiosidade daquele ser monstruosos que se desloca com fraciosidade em águas profundas.

Mãos à obra

O desafio tem por base a palavra “Movimentos”, sem que outra clausula seja imposta. Como tal mais liberdade fica para a interpretação, e esta foi a minha ao meu próprio desafio:

  • Estratégia: Ir para bem longe de barco, até o mar alto seja algo que se impõe acima de tudo que vês à volta.
  • Objecto fotográfico: A ondulação marítima
  • Material: Máquina fotográfica com lente teleobjectiva média + filtro ND

Notas de algibeira

Como alternativa podes sempre ir para um lago, um tanque, piscina insuflável, uma chafariz e dar aos pés para provocar movimentos. Como diz o ditado: “a necessidade aguça o engenho”. Viva a criatividade certo? Cuidado com a opção do chafariz, dependendo do país ou da cidade por ser condenável ou um acto social perfeitamente aceitável.

Em alto mar são vários os cuidados a ter:

  1. prende bem a tua máquina
  2. tenta proteger a lente – eu levo o filtro ND que acaba por funcionar como proteção
  3. dá uma volta pelo barco e procura uma zona com vista desafogada, mas onde estejas em segurança para teres as duas mãos livres
  4. f/stops altos  e velocidades baixas vão ser mais propensos a fotos tremidas. Mesmo que uses tripé estás num ambiente móvel
  5. eu ainda não uso, mas talvez de justifique um pára-sol para a tua lente caso esteja um dia de sol completamente aberto
  6. não leves demasiado material contigo, escolhe o set consoante o teu objectivo e evita trocar de equipamento ou lentes durante o percurso

Tantas são as opções que a própria natureza oferece para explorar este desafio que de certeza irei voltar à carga. Só para mencionar algumas: água, árvores, animais, crianças,… Escolhe a tua e sai à rua. Explora e desafia-te!

Gabriela