Desafio-1.JPG
Local:  Naarden, Holanda
Máquina Fotográfica: Canon 100D
Lente: Canon EF-S 18-135mm f/3.5-5.6 IS STM
Abertura: f/10
Velocidade: 1/60
ISO: 100

Instinto primário de ordem e harmonia

Há algo na simetria que nos dá calma e tranquiliza. É uma ordem natural que o ser humano procura consciente ou inconscientemente, como forma de dar sentido e significado ao seu percurso.

Mãos à obra

O desafio tem por base a palavra “Simetrias”, sem que outra clausula seja imposta. Como tal mais liberdade fica para a interpretação, e esta foi a minha ao meu próprio desafio:

  • Estratégia: Passear de barco num dia nublado, com águas não cristalinas para conseguir o máximo de reflexo da envolvente
  • Objecto fotográfico: A natureza como expressão de uma simetria natural
  • Tipo de composição: Simetria
  • Material: Máquina fotográfica com lente teleobjectiva média + filtro ND

Notas de algibeira

O meu objectivo era conseguir fazer uma fotografia onde a simetria dos elementos naturais se destacasse, tendo pelo menos um ponto de interesse que funcionasse como um ponto de união. E neste caso, o que encontrei foi o barco que faz a junção entre as partes.

Velocidade sem congelar movimentos foi uma preocupação, já que o objectivo seria ter uma fotografia suave e com algum movimento. 1/60 foi a velocidade encontrada para o objectivo (após umas quantas experiências!), como a limite para usar quando se fotografa em movimento e sem tripé.

Maior profundidade de campo, usando um maior valor de f/stop, e também para compensar o limite de velocidade. Como também estava, apesar de nublado, um dia com luz intensa consegui usar um f/10 sem problema.

O ISO esse deixei estar no valor padrão de 100. Não senti a necessidade de o aumentar. Aliás, cá entre nós, tento mudar este senhor o mínimo possível já que ele tem personalidade sensível (se é que me entendem).

Andar de barco e tirar fotos quando não temos poder de decisão sob quem está ao leme é desafiante mas muito interessante. Temos de ter em conta a nossa própria segurança, a do material que levamos, e conseguir ter as configurações necessárias para se conseguir criar aquela fotografia a tempo. Chave: Preparar em terra e fazer uns pequenos testes no inicio ajudam para que não haja necessidade de perder o foco durante o percurso.

Venha o próximo!

Gabriela